AGENDA DE CURSOS: JULHO A DEZEMBRO DE 2018

Cadastro de E-mails

Cadastre o seu e-mail para receber nossas divulgações




RECURSOS AUDIOVISUAIS

A ABPA RJ DISPONIBILIZA TÍTULOS

DE SEGURANÇA DO TRABALHO EM DVD.

 

CLIQUE AQUI

Normas Regulamentadoras

Consulte as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Previdencia Social: Clique aqui

AGENDA DE CURSOS: JULHO A DEZEMBRO DE 2018

 

 


CURSO DE INSPEÇÃO EM INSTALAÇÕES EM ATMOSFERAS EXPLOSIVAS


OBJETIVO:
Capacitar os profissionais que trabalham para as indústrias que processam, transportam e/ou estocam produtos inflamáveis, dos segmentos petróleo, químico, farmacêutico, mineração, alimentício entre outros, a atender aos requisitos aplicáveis a estas instalações elétricas especiais.

CARGA HORÁRIA:
16 horas – Teórico e Prático

PERIODO E HORÁRIO:
15 e 16  de agosto de 2018 das 09:00 as 17:00 h

COORDENADOR:
ESTELLITO RANGEL JUNIOR
, Engenheiro certificado pelo CompEx da Inglaterra, com experiência em projeto, montagem, manutenção e comissionamento de plantas industriais com áreas classificadas. Comenta as normas técnicas nacionais e internacionais, e assina a primeira seção mensal sobre instalações em áreas classificadas publicada no Brasil, a EM Ex, desde 2003.
Estellito participa ativamente de congressos no Brasil e no exterior, tendo apresentado mais de 100 trabalhos técnicos. Executa estudos de classificação de áreas e realiza auditorias de conformidade. Já ministrou treinamento sobre segurança em eletricidade e instalações em áreas classificadas para mais de 1.200 profissionais.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Conceito de atmosfera explosiva e contaminação cruzada; Características das substâncias inflamáveis; As definições de Zonas; Os grupos dos gases, internacionais e americanos; As classes de temperatura, internacionais e americanas;  A nova tabela de graus de proteção; Utilização do nível de proteção de equipamentos; Interpretação de desenhos de classificação de área;  A sinalização específica para áreas classificadas; Seleção dos tipos de proteção dos equipamentos Ex; Os novos requisitos para os acessórios da instalação; O uso correto dos certificados de conformidade; As novas marcações dos equipamentos Ex; Requisitos legais para serviços em áreas classificadas;
Exemplos de não-conformidades, com debate em sala.

INVESTIMENTO:
R$ 1.200,00
(Um mil e duzentos Reais) por participante.
Já Inclusos: Apostila em CD, Logística para aula prática, ISS, café e certificado de conclusão, que será entregue, após comprovação de pagamento.



TREINAMENTO PARA MEMBROS E DESIGNADOS DE CIPA


OBJETIVO:
Treinar os Membros de CIPA nos conhecimentos necessários para o bom desempenho de suas atribuições.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Estudo do ambiente, das condições de trabalho, bem como dos riscos originados do processo produtivo; metodologia de investigação e análise de acidentes e doenças do trabalho; noções sobre acidentes e doenças do trabalho decorrentes de exposição aos riscos existentes na empresa; noções sobre a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – AIDS, e medidas de prevenção; noções sobre as legislações trabalhista e previdenciária relativas à segurança e saúde no trabalho; princípios gerais de higiene do trabalho e de medidas de controle dos riscos; organização da CIPA e outros assuntos necessários ao exercício das atribuições da Comissão.

PERÍODO:
20 a 24 de agosto de 2018


CARGA HORÁRIA E HORÁRIO:
20 horas - das 09:00 as 13:00h

INVESTIMENTO:
R$ 120,00
(Cento e Vinte Reais) por participante.
Já Inclusos: Apostila,  ISS, café e certificado de conclusão, que será entregue, após comprovação de pagamento.


CURSO DE HIGIENE OCUPACIONAL

PÚBLICO ALVO:
Engenheiros e Técnico de Segurança do Trabalho, Estudantes e pessoas interessadas no assunto.

CARGA HORÁRIA E HORÁRIO:

80 horas – Teórico e Prático

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Aspectos fundamentais da Higiene Ocupacional
Conceito de Higiene Ocupacional;
Como elaborar APR-HO (Análise Preliminar de Riscos de Higiene Ocupacional);
Como montar Grupo Homogêneo Exposição ou Grupo de Exposição Similar;
Conceitos básicos de Estratégia de Amostragem;
Apresentar as Normas de Higiene Ocupacional (NHOs);
EMR - Exposto de Maior Risco;
Como e quando usar a Tabela de Liedel&Busch;
Conceitos de Nível de Ação;
Limite de tolerância;
Avaliação Qualitativa e Quantitativa;
Elaboração do PPRA conforme NR 09 MTE e IN77 MPS;
A interface do PPRA, com o Programa Médico de Controle de Saúde Ocupacional (PCMSO), Programa de Conservação Auditiva (PCA) e Programa de Proteção Respiratória (PPR);

Insalubridade e Aposentadoria Especial
Legislação aplicada a Insalubridade e Aposentadoria Especial;
Exposição ocupacional Individual ou Grupo Homogêneo Exposição;
Limite de tolerância;
Avaliação Qualitativa e Quantitativa;
Códigos e Alíquota GFIP especial 6%, 9% e 12%;
Adicional de Insalubridade 10%, 20% e 40%;
Como preencher um laudo de Insalubridade;
Como preencher o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP);

Avaliação Ocupacional de Ruído
Definição e diferenças entre ruído contínuo e intermitente e de impacto;
Legislação e normas técnicas aplicáveis (NR-15, NHO 01, ANSI S 1.25, IEC 61.252, IEC 61.672,  IEC 60.942);
Tipos de medidores de ruído (tipo 1 ou tipo 2);
Cálculo da Dose de ruído e fator de duplicação de dose;
Programação de audiodosímetros;
A representatividade da amostragem de ruído conforme NHO 01;
Nível Médio de Ruído e NEN - Nível de Exposição Normalizado exigido pelo INSS;
Validação de amostras de ruído;
Diferenças entre ruído ambiental e ocupacional;
Calibração dos equipamentos de avaliação;
Critérios de especificação de protetor auditivo (NRR e o NRRsf)
Cálculos para determinar a eficiência e a eficácia dos protetores existentes no mercado brasileiros;
Operação prática e técnicas de instrumentação de medidores de nível de pressão sonora, audiodosímetros, e calibradores;

Avaliação Ocupacional de Calor
Definições e conceitos sobre calor;
A diferença entre insalubre (sobrecarga térmica) e conforto (conforto térmico);
A diferença entre aspectos da Insalubridade e Aposentadoria Especial;
Monitoramento da sobrecarga térmica por calor;
A representatividade da amostragem de ruído conforme NHO 06;
Legislação e normas técnicas aplicáveis (NR-15 e NHO 06);
Interpretação dos Limites de Tolerância IBUTG;
Quando usar o Quadro 1 ou Quadro 2 do anexo 3
Especificação técnica dos equipamentos de avaliação;
Fatores de aclimatação;
Calibração de termômetros;
Períodos desfavorável da jornada de trabalho e definição de horário crítico;
Definição da Temperatura Efetiva.
Tipos de EPI para calor;
Operação prática de termômetros de conjuntos digitais.
Avaliação Ocupacional de Vibração
Conceitos e definições de Vibração Ocupacional;
Avaliação Preliminar da Exposição (como fazer);
Limites de Exposição Ocupacional e Critérios para Seleção de Equipamentos de Medição;
Medidas de Aceleração, eixos, unidades de medidas;
Como avaliar AREP, ARE, AREN e VDVR;
A representatividade da amostragem de vibração conforme NHO 09 e 010;
Onde encontrar as metodologias aplicáveis ao PPRA, INSS e Insalubridade;
Como validar uma amostra de vibração conforme NHO 09 e NHO 010;
Calibração de Equipamentos;


Estudo detalhado das Normas Técnicas;
Inspeção em equipamentos antes da avaliação;
Cálculos aplicáveis as amostragem e avaliações e interpretação de Resultados;
Luvas para atenuação de vibração localizada (VMB), como avaliar e validar o uso de luvas para vibração.
Avaliação Ocupacional de Agentes Químicos
Fundamentos técnicos e legais, conceitos e definições;
As diferenças e semelhanças entre a MSDS americana e a FISPQ brasileira;
Estratégia de amostragem - ácidos, fumos, gases, névoas, neblinas, poeiras (totais, inaláveis, torácicas e respiráveis) e solventes;
Utilização de ciclones e outros dispositivos de coleta;
Amostras de jornada completa, instantâneas e amostra de curta duração (STEL),
Diferença e aplicação entre Valor Máximo e Valor Teto;
Limites de tolerância do MTE e da ACGIH;
Aspectos de exposição ocupacionais aplicados a Perícia de Insalubridade;
Modelo Brief& Scala;
Como definir o número de amostras por GHE;
Interpretação de resultados (formas de tratamento estatístico);
Mistura de substâncias químicas;
Uso de tubos reagentes colorimétricos sua aplicabilidade;
Calibração de bombas de amostragem de ar;
O critério a ser adotado para invalidação de amostras;
Requisitos técnicos para seleção e compra de equipamentos;
Especificação de respiradores e luvas de segurança baseados nos riscos encontrados;
Exercícios práticos de bombas gravimétricas, calibradores, câmaras de calibração,  amostradores, ciclones e impingers.

DOCENTES:
VICTOR COSTA
, Engenheiro com mais de 15 anos de experiência na prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, gestão e controle de riscos e a promoção e implantação de cultura de segurança adquirida, trabalhando em empresas de Construção Civil e Consultoria Especializada. Ampla vivência na elaboração e implantação de Programas de Segurança e Saúde do Trabalhador e elaboração de Laudos e Pareceres Técnicos, em diversos seguimentos, inclusive desenvolvendo metodologia específica para cada atividade econômica e atendimento a fiscalização do MTPS, Ministério Público do Trabalho e Perícias Trabalhistas. Atuação como professor durante 08 anos em cursos técnicos.
Msc MARCOS JORGE, Experiência de 20 anos atuando na área de Saúde e Segurança do Trabalho e um dos responsáveis pelo processo de implantação das certificações ISO 14001, Sistema de Perdas SCIS – DNV e OHSAS 18001. Implantação de Programa de Higiene Ocupacional. Implantação do Programa de Ergonomia e integração dos sistemas SSMA, em grupo Siderúrgico Global. Atualmente faz parte do GT do eSocial, que está revisando os requisitos de Saúde e Segurança do Trabalho.

PERIODO E HORÁRIO: (SÁBADO)

25 de agosto de 2018 das 09:00 as 17:00 h
01, 29 de setembro  de 2018 das 09:00 as 17:00 h
20, 27 de outubro de 2018 das 09:00 as 17:00 h
10, 24 de novembro de 2018 das 09:00 as 17:00 h
01, 08, 15 de dezembro de 2018 das 09:00 as 17:00 h

INVESTIMENTO:
R$ 1.200,00 (Um Mil e Duzentos Reais)
por participante.
Já Inclusos: Apostila que será enviada via e-mail, ISS, café e certificado de conclusão, que será entregue, após comprovação de pagamento.

 

CURSO DE MULTIPLICADOR INTERNO PARA TRABALHOS EM ALTURA NR-35

PRÉ-REQUISITO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO:

Ser Técnico de Segurança do Trabalho ou Engenheiro de Segurança do Trabalho. Obrigatória apresentação de Certificado de conclusão.

OBJETIVO:

Capacitar o profissional para habilitar internamente os seus colaboradores de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade em trabalho em altura, conforme determina a NR-35.

CARGA HORÁRIA E HORÁRIO:

40 horas – Teórico e Prático

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Bloco 1 - LEGISLAÇÃO

- Definição e conceitos básicos sobre trabalho em altura;

- Riscos potenciais inerentes ao trabalho em trabalho em altura;

- Fundamentos da Legislação do trab. em altura e pertinentes ao tema;

- Apresentação dos tópicos da NR 18 relacionado ao tema;

- Apresentação dos tópicos da NR 34 relacionado ao tema;

- Estudo da NR 35 na integra;

- Apresentação das normas nacionais e internacionais pertinentes ao tema

Bloco 2 - DOCUMENTAÇÃO

- Avaliação de riscos nos trabalhos em altura, elaboração e preenchimento.

- Procedimento operacional padrão, elaboração;

- Permissão de trabalho, elaboração e preenchimento;

Bloco 3 - TÉCNICAS DE ENSINO

- Processos de Comunicação e Interação com o aluno.

- Técnicas e métodos de ensino.

- Articular os conhecimentos adquiridos sobre o “como” ensinar e refletir sobre “para quem” ensinar “o que” ensinar e o “por que” ensinar.

- Planejamento, elaboração (adequação ao tema), recursos e finalização de uma apresentação.

- Formas de comportamento a serem adotadas no processo da instrução, com vistas à eficiência e eficácia da ação educativa.

- Percepções para o resultado do trabalho.

Bloco 4 - SISTEMA DE ANCORAGEM

- Forças envolvidas nos sistemas de proteção contra quedas de altura;

- Equipamentos de proteção individual – seleção, inspeção e utilização, elaboração de Formulário;

- Equipamentos de proteção coletiva - seleção, inspeção e utilização;

- Sistema de ancoragem;

- Planejamento e montagem de linhas de vida provisórias

Bloco 5 NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS

- Primeiros socorros em acidentes em altura, focando as emergências mais comuns.

- Simulações de resgates de vitima.

Bloco 6 - SIMULAÇÃO DA PARTE PRÁTICA

- Pratica de uso de EPI’S e EPC em altura.

- Pratica de inspeção de Equipamentos e Acessórios

- Pratica de cabos voltas e nós,

- Simulações de subida e trabalho seguro

- Exercícios práticos e principais tipos de trabalho em altura local.


DOCENTES:

LEONARDO ROCHA DOMINGUES DA SILVA – Técnico em Eletrotécnica, pós-graduado em Engenharia Elétrica e pós-graduado Engenharia de Segurança do Trabalho, professor dos cursos de técnico de Segurança e pós-graduação das instituições CEFET-RJ e IPETEC.

ADILSON HERCULANO DA SILVA - Alpinista industrial N3; Instrutor RADA-RA = (resgate em área de difícil acesso / resgate em área de risco ); CSALT= Curso de salvamento em altura CBMESP; Curso de operações e segurança em altura (Defesa civil do estado do Rio de Janeiro; Inspetor de Acesso por Cordas e Trabalho em Altura


PERIODO E HORÁRIO:

27 a 31 de Agosto de 2018 das 09:00 as 17:00 h.

INVESTIMENTO:

R$ 1.200,00 (Um Mil e Duzentos Reais) por participante.

Já Inclusos: Apostila que será enviada via e-mail, ISS, Local para aula prática, café e certificado de conclusão, que será entregue, após comprovação de pagamento.

 

TREINAMENTO DE SEGURANÇA NA OPERAÇÃO DE CALDEIRAS

PRÉ-REQUISITO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO:

O pré-requisito mínimo para participação como aluno, no Treinamento de Segurança na Operação de Caldeiras é o atestado de conclusão do ensino fundamenta, conforme determina a NR-13 do MTE, obrigatório apresentação da cópia do comprovante de escolaridade.

OBJETIVO:

Formar o Operador  de Caldeiras em Segurança e Higiene do Trabalho, de acordo com o que determina a Portaria n.º 23 de 27.12.94, com ênfase  a nova redação a Portaria do MTE nº 594 de 28/04/2014 da NR-13 Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Noções de grandezas físicas e unidades: Pressão, Pressão atmosférica, Pressão interna de um vaso,  Pressão manométrica, pressão relativa e pressão absoluta, Unidades de pressão, Calor e temperatura

Noções gerais: o que é calor, o que é temperatura, Modos de transferência de calor, Calor específico e calor sensível, Transferência de calor a temperatura constante, Vapor saturado e vapor superaquecido, Tabela de vapor saturado.

Caldeiras - considerações gerais: Tipos de caldeiras e suas utilizações, Partes de uma caldeira, Caldeiras flamotubulares, Caldeiras aquatubulares, Caldeiras elétricas, Caldeiras a combustíveis sólidos, Caldeiras a combustíveis líquidos, Caldeiras a gás, Queimadores, Instrumentos e dispositivos de controle de caldeiras, Dispositivo de alimentação, Visor de nível, Sistema de controle de nível, Indicadores de pressão, Dispositivos de segurança, Dispositivos auxiliares,  Válvulas e tubulações, Tiragem de fumaça.

Operação de caldeiras: Partida e parada, Regulagem e controle, temperatura, pressão, fornecimento de energia, nível de água, poluentes, Falhas de operação, causas e providências, Roteiro de vistoria diária,  Operação de um sistema de várias caldeiras, Procedimentos em situações de emergência.

Tratamento de água e manutenção de caldeiras: Impurezas da água e suas consequências, Tratamento de água, Manutenção de caldeiras.

Prevenção contra explosões e outros riscos: Riscos gerais de acidentes e riscos à saúde, Riscos de explosão.

Legislação e normalização:  Normas Regulamentadoras

DOCENTE:

Engenheiro Químico com pós graduação em Engenheiro de Segurança do Trabalho


PERIODO, CARGA HORÁRIA E HORÁRIO :

Data a definir  - 40 horas - das 09:00 as 17:00 horas.


INVESTIMENTO:

R$ 790,00 (Setecentos e Noventa Reais) por participante.

Incluídos os 5% de ISS, apostila e certificado de participação, que será entregue, após comprovação de pagamento.

 

CURSO DE BRIGADISTA VOLUNTÁRIO DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO (BVI)


OBJETIVO:
Capacitar os participantes para atuar na prevenção e combate a incêndio, na orientação ao escape da população fixa e flutuante das edificações, eventos, bem como no atendimento às emergências setoriais.

PRÉ-REQUISITOS QUE DEVERÃO SER COMPROVADOS ATRAVÉS DE DOCUMENTAÇÃO:
Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos; ser alfabetizado e atestado médico com papel timbrado, com carimbo, número de registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) e assinatura do médico, no qual deverá estar especificado, expressamente, que o candidato está apto a realizar esforços físicos que permitam o exercícios das atividades pertinentes à função de BVI, com prazo de validade especificado de 01 (um) ano.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Teoria: Teoria do fogo; Propagação do fogo; Classes de incêndio; Prevenção de incêndio; Método de extinção de incêndio; Agentes extintores; EPI (Equipamento de Proteção Individual); Equipamento portátil de combate a incêndio; Equipamento fixo de combate a incêndio; Escape de pessoal; Pessoa com mobilidade reduzida; Riscos Específicos da planta; Psicologia em emergências.

Prática:
Maneabilidade com equipamentos:
Técnicas de extinção de incêndio com equipamento portátil;
Técnicas de extinção de incêndio com equipamento fixo;
Técnicas de entrada e saída do local de incêndio;
Operação simulada de combate a incêndio

Primeiros Socorros – Teoria e Prática:
Avaliação inicial; Obstrução de vias aéreas superiores; RCP (Reanimação Cardiopulmonar); Hemorragias; Transporte da vítima; Emergências clínicas / AVC / IAM / Convulsões.

CARGA HORÁRIA:
16 horas

PERIODO E HORÁRIO:
Data a definir das 09:00 as 17:00 horas.


INVESTIMENTO:
R$ 340,00
(Trezentos e Quarenta Reais) por participante.
Incluídos os 5% de ISS, apostila que será envida por e-mail e certificado de participação, que será entregue, após comprovação de pagamento.


CURSO DE CAPACITAÇÃO INICIAL E PERIÓDICA PARA TRABALHOS EM ALTURA NR-35

OBJETIVO:
Estabelecer os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade.

PÚBLICO ALVO:

Todo trabalhador  que execute suas atividades em altura acima de 2,00 m (dois metros) do nível inferior, onde haja risco de queda.

CARGA HORÁRIA:

08 horas – Teórico e Prático

PERÍODO E HORÁRIO:
Data a definir das 09:00 as 17:00 h

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho em altura; Análise de Risco e condições impeditivas; Riscos potenciais inerentes ao trabalho em altura e medidas de prevenção e controle; Equipamentos de Proteção Individual para trabalho em altura: seleção, inspeção, conservação e limitação de uso;  Acidentes típicos em trabalhos em altura;  Condutas em situações de emergência, incluindo noções de técnicas de resgate e de primeiros socorros.

INVESTIMENTO:
R$ 240,00 (Duzentos e Quarenta Reais) por participante.
Já Inclusos: Apostila que será enviada por e-mail, ISS, café e certificado de conclusão, que será entregue, após comprovação de pagamento.


A ABPA RESERVA-SE O DIREITO DE ALTERAR DATA, LOCAL, HORÁRIO OU CANCELAR O CURSO, SE HOUVER INSUFICIÊNCIA DE QUORUM.
EM CASO DE IMPREVISTO COM O DOCENTE, ESTE SERÁ SUBSTITUÍDO SEM ALTERAÇÃO DO PROGRAMA.

OBSERVAÇÕES E PROCEDIMENTOS IMPORTANTES PARA INSCRIÇÃO:
ATENÇÃO: As inscrições só poderão ser canceladas até, no máximo 5 (cinco) dias úteis antes do início de cada evento. Não haverá devolução de valores pagos para inscrições não canceladas, no prazo estipulado. Poderá haver substituição por outro participante, quando se tratar de colaborador da mesma empresa ou grupo.



Para Pessoa Física: Ficha de Inscrição para Pessoas Físicas

* Pagamento com Cartão de Crédito: pessoalmente, na sede da ABPA ou on line, ligando para o telefone (21) 2233-9033, setor financeiro, antes da data de início do curso.

* Cursos com investimento de até R$ 120,00: depósito do valor integral ou na sede da ABPA, dinheiro ou cheque.

* Cursos com investimento a partir de R$ 200,00 com opção de parcelamento de até 03 vezes.


Para Pessoa Jurídicas: Ficha de Inscrição para Pessoas Jurídicas

* Será emitida nota fiscal eletrônica, com prazo de 10 (dez) dias para pagamento, após a confirmação de realização do evento, através de Depósito em conta da ABPA - BANCO   BRADESCO- Agência: 0436-7 - C/C: 24852-5.


 

PALESTRAS EDUCATIVAS

ABPA-RJ RELATÓRIO DE ÁREAS CLASSIFICADAS

 

MAIORES INFORMAÇÕES CLIQUE AQUI